Skip to content

Lucro Presumido, Entenda Tudo Aqui!





Presumir o lucro de uma empresa é a principal função do Lucro Presumido, sistema de tributação muito usado em território nacional.

O Brasil conta com diversos tipos de tributação para negócios, esses utilizam maneiras diferentes de computar os impostos que devem ser pagos.

Dentre eles estão: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Cada um deles possui um grau distinto de complexidade e uma regulamentação de enquadramento.




O enquadre de um CNPJ, a uma dessas formas, é realizado por meio de seu nicho de atuação, fatores contábeis e lucros.Tudo isso é definido durante a criação do CNPJ, mas pode ser mudado uma vez ao ano.

Vale lembrar que por obrigatoriedade algumas companhias não possuem opções, já que o Governo implementa regras rígidas para empresas de porte maior.

O lucro presumido é considerado a segunda melhor opção para o pagamento dos impostos de pessoa jurídica.Seu nome é derivado do fato dele presumir o lucro de uma instituição, levando como base o seu faturamento total.

Entenda tudo sobre essa forma de geração de impostos para CNPJ, o lucro presumido:

O Que É Lucro Presumido?

impostos lucro presumido
Lucro Presumido, Entenda Tudo Aqui!

Lidar com os impostos é uma das tarefas mais difíceis para os empresários, isso porque a maioria deles não possui um setor específico ou profissional para manter esse serviço.




As micro e pequenas empresas sofrem com a falta de conhecimento de seus controladores.Uma das maneiras de aniquilar de vez esse problema é conhecer um pouco mais sobre cada maneira de apuração de impostos.

O lucro presumido é muito fácil de ser compreendido e pode gerar muitas vantagens. É um sistema de apuração, utilizado por empresas para calcular o valor dos impostos. Ele foi criado pelo Governo para angariar fundos e manter a organização dos faturamentos.

O sistema utiliza uma tabela fixa para realizar o cálculo, ele só não é mais fácil que o Simples Nacional. Suas formulas não possuem complexidade, e não exigem um amplo conhecimento tributário e contábil.



Ele é o responsável por gerar os valores do IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica) e da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido). Todas as suas alíquotas seguem uma porcentagem fixa.

Quais As Alíquotas Sobre Lucro Presumido

A base de cálculo do lucro presumido segue uma porcentagem fixa, que é empregada para todas as corporações afiliadas a esse sistema. No entanto, cada uma delas é estudada e gerida de maneira individual.

Assim como as demais tributações, o lucro presumido 2019 deve possuir um controle contábil correto e dentro das regulamentações. É indispensável manter os livros contábeis em dia e com informações legitimas.

Caso seja detectada alguma fraude ou um dado, que não seja comprovado, a empresa sofrerá punições. Essas chegam em forma de multas, com porcentagem fixa sobre o total, que variam de acordo com o faturamento.

Mesmo assim, as mesmas deverão comprovar o fato encontrado. Outro ponto importante é que essa “malha fina” começa a estudar os anos anteriores e todos os impostos com mais rigor, portanto é fundamental ser coerente e honesto.

Uma boa maneira de manter essa linearidade é contratar um contador, que pode ser um prestador de serviço, assim os direitos trabalhistas são poupados e o conhecimento do profissional auxilia na função.

As porcentagens do lucro presumido 2019, são:

Principais

  • – IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica):  15%
  • – CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido): 9%

Secundários

  • – PIS (Programa de Integração Social): 0,65%
  • – COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social): 3%
  • – ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza): Varia de 2,5 a 5%, de acordo com a localidade.

Veja Alguns Exemplos De Como Calcular Este Lucro

O cálculo base para o lucro presumido é de 32%, que será o liquido do faturamento. Logo, uma empresa que totalizou R$ 300.000 de faturamento, por exemplo, a conta será esta:

  • 300.000 X 0,32 = 96.000
  • R$ 96.000 é o valor do Lucro Presumido dessa companhia.
  • Já o CSLL é de 9%, logo:
  • 96.000 X 0,09 = 8,64

Esse é apenas um modelo e parte do cálculo para obter o valor do imposto.

Até Que Faturamento Prevê Este Regime Tributário

O enquadramento, em um dos sistemas tributários, é realizado durante a legalização de uma companhia, assim que seu CNPJ é criado.

Por vezes a instituição é direcionada para uma categoria especifica, mas algumas delas podem escolher o que melhor se enquadra.

As companhias de grande porte, com um faturamento maior que R$ 78 milhões por ano, não possuem a opção, já que devem seguir o regime do Lucro Real, que é mais amplo, rígido e de total complexidade.

Em outros casos o que indica a tributação é a área de atuação, alguns nichos seguem direto para um dos três sistemas.

Após a escolha, ela só pode ser alterada após o período de 1 ano. Logo, todas corporações com faturamento menor, que o estipulado na lei, podem optar pelo lucro presumido.

ganho de capital lucro presumido

Quais Empresas São Obrigadas A Ter Este Regime

Os sistemas tributários brasileiros possuem muitas leis e enquadramentos básicos. Assim que as empresas regularizam seu CNPJ são encaminhadas para um deles, mas nos casos em que não possuem obrigatoriedade, ficam com a livre escolha.

Existem duas obrigatoriedades que encaminham uma companhia para o sistema tributário. Uma delas é o lucro anual e a outra a sua atividade.

Existem alguns nichos que devem seguir por obrigação o Lucro Real, assim como as que faturam mais de R$ 78 milhões por ano.

Todas as outras podem escolher a melhor opção para seu negócio.

Aprenda A Contabilidade Passo A Passo

Todas as alíquotas do Lucro Presumido são definidas pela Receita Federal. Elas são fixas e podem parecer mais simples que as demais formas de impostos jurídicos.

No entanto, mesmo a facilidade pode requerer um profissional. A melhor forma de manter o equilíbrio entre os impostos e a parte financeira, é contratando um contador.

Caso não seja possível, é crucial seguir com rigidez todas as regras requeridas pela lei e os processos administrativos.

A melhor dica para calcular esse imposto é saber se o faturamento está correto, ele é totalizado com o uso dos demais registros. Portanto, depende de toda a atividade e rotina gerencial de um período.

Mantenha todos os livros atualizados e com informações legitimas. Essa pode ser a melhor maneira de presumir os valores a serem pagos.

Como as porcentagens são fixas, basta retira-las do valor total.

Conheça as vantagens e os processos que envolvem o Lucro Presumido: